tipos usb diferencas 2 3 4

Tipos de USB e a diferença entre USB 1.0, 2.0, 3.0 e 4.0

Facebook
Telegram
WhatsApp

Como identificar os tipos de USB e quais as diferenças entre as conexões USB 1.0, 2.0, 3.0 e 4.0?

Mesmo com conexões sem fio cada vez mais rápidas com por exemplo o 5G e Wi-Fi 6, os cabos USB tem muito futuro pela frente. Você vai entender tudo aqui neste artigo.

Para todo cabo USB existe uma porta equivalente. Memorize isso!

A evolução do USB

O principal motivo para hoje existirem diversos tipos de USB está relacionado aos novos dispostivos exigirem uma conexão mais rápida de transferência de arquivos, além de muitos dispositivos usarem a conexão USB também para energia, como por exemplo carregar celulares e servirem de alimentação para um SSD externo.

Com esta evolução, hoje por exemplo é inviável dizer que uma velocidade de no máximo 12 Mbps via USB é suficiente para transferir arquivos de um Smartphone que tem uma fotografia acima dos 108 Mp, além de carregar totalmente sua bateria.

USB 1.1

Esta foi a primeira versão do USB, lançada em 1998, com taxa de transferência entre 1.5 Mbps e 12 Mbps, que na época fornecia suporte eficiente à transferência de dados.

O que não era comum, até mesmo pela limitação tecnológica, ter um cabo USB que desse suporte à energia.

Alguns dispositivos, como por exemplo gravador de DVD (tem gente que nem sabe que isso existia), usavam 2 cabos USB um para dados e outro para dar superte à alimentação de energia.

USB 2.0 revolucionou na época

O USB 2.0 deu um passo i,portante na taxa de transferência, trazendo velocidade até 40 vezes maior.

Ao mesmo tempo possibilitando alguns dispositivos que exigiam pouca carga, terem uma fonte de alimentação pelo próprio USB.

Lançado no ano 2000, o USb 2.0 prometia nominalmente uma taxa de até 480 Mbps.

USB 3.0 abriu possibilidades

Foi com o USB 3.0 que as coisas realmente começaram a melhorar e diminuir o gargalo na transferência de dados.

Com taxa de transferência nominal de até 4.8 Gbps, passamos a transferir arquivos de forma muito mais rápida e stável entre um HD ou SSD para outro.

O USB 3.0 trouxe também agilidade até mesmo para backups automáticos, que antes demoravam horas e passou a transferir a mesma quantidade de dados em minutos.

USB 4.0

Para bater de frente com a conexão Thunderbolt (o principal concorrente USB), O USB precisou ser reinventado.

Agora com taxa de transferência de até 40 Gbps, muitos usuários que estavam de olho somente na porta Thunderbolt, encontraram uma solução equivalente no USB.

Tipos de conectores USB

Desde as versões USB 1.0 e 2.0 usamos os USB Tipo A e Tipo B.

Os USB Tipo A e B eram  comumente usados em dispositivos como HD e Impressoras, onde tinhamos o tipo A para conectar na porta do computador e o tipo B no HD ou impressora.

Os Mini e Micro B eram usados mais em carregadores de celulares.

Abaixo você encontra a versão de encaixe (a porta) que o cabo USB se conecta. Também conhecido como fêmea.

A partir do USB 3.0, econtramos os USB abaixo.

Perceba que há também conectores tipo A e B, porém com detalhes em azul, para diferenciar do anterior, que representa taxa de transferência mais altas.

Os USB tipo C  começaram a ser usados em celulares e o Micro tipo B (novo) a serem usados em novos HDs, possibilitando taxas de transferências mais rápidas com a chegada do USB 3.0.

Abaixo, as versões das portas USB.

Se você leu todo este artigo, provavelmente tirou todas suas dúvidas sobre os tipos de USB e as diferenças entre USB 1.1, 2.0, 3.0 e 4.0.

Até mais.

Ofertas para Tipos de USB e a diferença entre USB 1.0, 2.0, 3.0 e 4.0

Facebook
Telegram
WhatsApp